Saúde
Farmácia fechará no 1º dia útil do mês para levantamento
6 fevereiro 2017 | Saúde
Compartilhe:

O Governo do Estado estipulou que a partir de janeiro o primeiro dia útil do mês seja a data de fechamento das farmácias nos municípios, para fins de inventário eletrônico. Será um dia dedicado à atualização dos medicamentos oferecidos na rede pública no sistema de informações da Secretaria de Saúde do RS.  Assim, dia 1º de fevereiro a Farmácia do PAM esteve sem atendimento externo para a equipe fazer a contagem dos medicamentos e atualizar o sistema. Os demais serviços do Postão funcionaram normalmente.

 

Atenção: informações importantes sobre consultas e agendamentos na SMS

Ibirubá – O serviço de agendamento de consultas e exames em áreas especializadas na Secretaria de Saúde (SMS) de Ibirubá continuará sendo realizado nos três primeiros dias úteis do mês.  O primeiro dia útil será destinado para o agendamento de consultas especializadas, tais como Cardiologia, Otorrinologia, Ortopedia/Traumato, Dermatologia, Psiquiatria, Pneumologia e cirurgias. O segundo dia útil é reservado somente para o agendamento nas áreas de Fisioterapia, Massoterapia, Psicologia e Fonoaudiologia. O terceiro dia útil é destinado para o agendamento de exames especializados que estão dentro do contrato da Prefeitura Municipal com o Comaja (Consórcio dos Municípios do Alto Jacuí), e também os atendidos pelo SUS.

A secretária da Pasta, Carlota Artmann, explicou que os exames que não estão abrangidos pelo Comaja ou SUS não podem ser agendados. “Não há uma forma legal, dentro do poder público municipal, para efetuar o pagamento”, explicou.

Carlota também alertou que a Secretaria deverá ter um cuidado maior nas liberações dos exames nos próximos meses, devido à redução dos repasses em recursos nas esferas Federal e Estadual, além, é claro, de a previsão de arrecadação do município ser menor neste ano: “Temos que achar uma forma de atender a nossa população, mas não podemos liberar mais exames do que a nossa capacidade de pagamento”, justificou.

Para utilizar os serviços públicos de saúde, os usuários devem sempre ter em mãos a carteira do SUS. No caso de agendamento de exames, os munícipes devem apresentar, obrigatoriamente, o encaminhamento do médico.