Ibirubá
Jornalista ibirubense recebe o Prêmio RBS de Jornalismo e Entretenimento na categoria RS2
22 novembro 2021 | Ibirubá
Compartilhe:

O jornalista ibirubense Mauricio Rebellato, que atua como repórter e editor da RBS TV venceu na última semana o Prêmio RBS de Jornalismo e Entretenimento na categoria RS2, categoria que escolheu a melhor reportagem de TV do ano. O repórter venceu com a reportagem “Exposed: denúncias pelas redes sociais alertam para casos de assédio sexual”, produzida em conjunto com o cinegrafista Otavio Brasiliense e editores Daian Fantineli e Daniela Siqueira. A Reportagem foi exibida no Jornal do Almoço, para todo o estado, e denunciou crimes de importunação sexual que teriam sido praticados por um professor, dentro de escolas particulares e cursinhos preparatórios de Santa Maria. Os primeiros relatos dos crimes começaram a surgir a partir de redes sociais, onde dezenas de mulheres fizeram relatos muito parecidos. Logo, uma rede se formou, pois todas perceberam se tratar do mesmo professor. A reportagem trouxe um alerta para a importância das denúncias, o cuidado que é necessário ao trazer estas denúncias em ambientes virtuais e ainda relatos de vítimas. “Vencer qualquer prêmio me deixa muito feliz, esse em especial, pois ser reconhecido diante de tantas reportagens produzidas diariamente por dezenas de colegas da TV, de todo o interior do Rio Grande do Sul, é realmente muito gratificante e vem coroar um trabalho sério, comprometido com a verdade e com respeito a todos os envolvidos, como sempre procurei fazer.” O Prêmio RBS de Jornalismo e Entretenimento é uma iniciativa do Grupo RBS e todos os anos destaca as melhores iniciativas. Primeiro em uma fase local, e depois, na fase estadual. Mauricio e os colegas venceram nas duas fases. Mauricio Rebellato é jornalista há dez anos. Na área da comunicação já atuou como assessor de imprensa, repórter e editor. Atualmente está há quase cinco anos na RBS TV em Santa Maria. Neste ano, também concluiu o mestrado na área da comunicação, onde pesquisou o consumo de mídia por agricultores familiares, através de aspectos ligados a construção da identidade, classe social e mobilização social. Mauricio é natural de Ibirubá, mesmo morando fora de Ibirubá há sete anos, mantém forte vínculo com a cidade, com diversos grupos, bem como sua família, que mora na cidade.