Saúde
O uso da toxina botulínica e do ácido hialurônico na Odontologia
18 fevereiro 2017 | Saúde
Compartilhe:

 

Substância é utilizada na Odontologia para normalizar músculo que apresenta hiperfunção, melhorando ranger de dentes e o sorriso gengival, entre outros problemas

5SAUDEdiovano1

A Toxina Botulínica, famoso Botox®, conhecida por disfarçar rugas de expressão e flacidez no rosto, é utilizada também no tratamento odontológico para a resolução dos casos de sorriso gengival, tratamento do bruxismo e dores de cabeça de origem odontológica, dentre outros. “A Toxina Botulínica é mais um recurso terapêutico que a odontologia dispõe para solucionar problemas”, afirma Tainã B.Pinheiro, cirurgiã dentista e com o curso capacitação em Toxina Botulínica na Odontoligia.

A Toxina Botulínica age paralisando o músculo que está em hiperfunção, devolvendo-lhe o estado de normalidade. O procedimento é seguro e não há nenhum comprometimento motor da boca.

Para o bruxismo, por exemplo, a toxina botulínica ajuda tanto os pacientes que rangem quanto os que apertam os dentes. A substância é aplicada de cada lado da face, nos principais músculos da mastigação para fazê-los perderem a força excessiva. “É um tratamento novo que vem apresentando resultados incríveis, ideal para quem não quer mais dormir com a placa protetora nos dentes”. O tratamento também é usado para casos de disfunção de ATM e dor orofacial.

Pacientes que ao sorrirem mostram a gengiva em excesso – chamado sorriso gengival – podem escapar/livrar-se da cirurgia nos casos em que a distância do lábio até a gengiva não excede três milímetros. Uma pequena aplicação no músculo interno do buço, responsável por tracionar o lábio superior para cima, impede que ele suba e, mantendo-se no lugar, expõe menos a gengiva. “A melhora do quadro é notória e não há perda de sensibilidade no lábio superior, nem a sensação de face paralisada”, garante Tainã.

Assim como acontece quando usado para fins estéticos, pela Medicina, a toxina botulínica na Odontologia também tem duração de seis meses e precisa ser reaplicado para continuidade do bom resultado.

5SAUDEdiovano2

O ácido hialurônico é uma das substâncias presentes na pele, responsável por conferir sustentação, volume e firmeza à pele. Com o passar do tempo e o processo normal de envelhecimento, o ácido hialurônico natural presente na pele regride gradualmente e o organismo diminui a capacidade de reposição dessa substância.

O preenchimento de sulcos e rugas no rosto com ácido hialurônico é um procedimento que não tem contraindicações e os riscos de efeitos colaterais são mínimos. Esta técnica consiste em aplicar o ácido com uma seringa, sobre a pele, nos locais afetados pelo envelhecimento. Os contornos faciais e o volume são recuperados e o resultado é imediato.

Diovano Trevisani (CRO/RS 16.212) – Especialista em Implantodontia; Especialista em Ortodontia

Consultório Odontológico Trevisani – Rua General Osório, 1032, sala 301, 3º andar – Ibirubá (em cima da Calçados Girassol)  Fone 3324-4858