Período de estiagem dá lugar a chuvas intensas na região
14 outubro 2017 |
Compartilhe:

A região do Alto Jacuí vem registrando altos volumes de chuva no mês de outubro. Após forte o temporal ocorrido no dia 1º, as chuvas continuaram de forma intensa. Durante a última semana, praticamente todos os dias houve períodos de instabilidade e apreensão na população devido aos temporais, que novamente trouxeram prejuízos, decorrentes principalmente das descargas elétricas. Uma rádio local, inclusive, permanecia fora do ar até o dia de ontem, devido a queima de equipamentos proveniente de forte descarga elétrica na madrugada de quinta-feira (12).

As chuvas ocorrem após um grande período de estiagem, que baixou os níveis aquáticos dos rios, lagos e barragens. Na barragem do Passo Real, por exemplo, era visível o nível aquático vários metros abaixo do normal. Na Ponte do aterro, estão visíveis muitas pedras onde normalmente passava água. No antigo Passo do Lagoão, as ruínas do antigo vilarejo novamente começaram a aparecer, o que começa a atrair a visita de diversos turistas da região. O baixo nível da água no local provém da abertura das comportas da represa de usina hidrelétrica do Jacuí, em Salto do Jacuí.

Confira o volume de chuvas da última semana, conforme dados da Cotribá:

Dia 08: 5mm

Dia 09: 1 mm

Dia 10: 5 mm

Dia 11: 49 mm

Dia 12: 75 mm

Dia 13 (até o meio dia): 8 mm

O acumulado em poucos dias já ultrapassa os 140 mm. O tempo deve limpar a partir de hoje, apesar de o dia ainda ficar nublado. Conforme o Climatempo, a partir de amanhã o sol deve voltar a predominar, ao menos até a próxima terça-feira (17), quando deve chover cerca de 5 mm. Na quarta, deve voltar a chover com bastante intensidade. As temperaturas irão se manter amenas durante a semana.

Ruínas do antigo vilarejo começam aparecer no Passo do Lagoão. Na foto, a ponta da caixa de água contrasta com dia ensolarado

Ruínas do antigo hospital do Passo do Lagoão estão totalmente à mostra para os visitantes

Foto em destaque: Registro feito na última semana mostra o baixo nível da água na Ponte do Aterro