Polícia
Polícia apreende 15 fuzis e pistolas em apartamento de estudante em Santa Cruz do Sul
27 outubro 2017 | Polícia
Compartilhe:

Investigação afirma que universitário ganhava R$ 10 mil de facção para esconder armas

Uma ação da Polícia Civil apreendeu 15 fuzis, de fabricação russa e americana, e 21 pistolas importadas da marca Glock no bairro Universitário, em Santa Cruz do Sul, na manhã desta sexta-feira (27). As armas estavam escondidas no apartamento do estudante de Engenharia Jerônimo Lopes Jardim, de 26 anos.

A investigação da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) identificou que o universitário, de 26 anos, recebia R$ 10 mil por mês de uma das maiores facções do tráfico de drogas do Rio Grande do Sul para esconder o armamento. A Polícia Civil confirmou que o estudante foi preso por posse ilegal de arma de fogo. Investigadores garantem, ainda, que ele deve ser indiciado por outros crimes após o encerramento do inquérito.

A polícia ainda apreendeu milhares de cartuchos e carregadores de fuzil 5.56, 762 e de pistola 9 milímetros. Avaliação preliminar da Defrec aponta que as armas apreendidas estão avaliadas em R$ 3 milhões.

O chefe de polícia do Rio Grande do Sul, delegado Émerson Wendt, afirma que esta é a maior apreensão de fuzis da história da Polícia Civil gaúcha.

O delegado Luciano Menezes afirma que o objetivo da quadrilha é tomar conta do tráfico de cocaína na região do Vale do Rio Pardo. Ele diz que identificou recentemente novas ofensivas da facção em cidades como Lajeado e Venâncio Aires.

Relação com outra apreensão

A polícia está investigando a relação da apreensão em Santa Cruz do Sul com uma outra ocorrida no Paraná, em 22 de setembro. Sete fuzis foram recolhidos pela Receita Federal em um Space Fox na BR-277, em Cascavel. Dentro do carro estava um casal, que, segundo a Polícia Civil, residia em Lajeado e transportaria a arma para a região.

 

Vitor Rosa/GaúchaZH

Foto: Polícia Civil / Divulgação