Polícia Civil e Brigada prendem autores do latrocínio dos trilheiros
15 janeiro 2018 |
Compartilhe:

Em operação realizada no Bairro São Lucas, a Brigada Militar e a Polícia Civil de Carazinho prenderam segunda-feira pela manhã (15) os dois autores do roubo seguido de morte (latrocínio), que vitimou dois jovens de Não-Me-Toque sábado (13), quando estes percorriam trilha no interior de Carazinho.

O trabalho para chegar a autoria iniciou no dia do fato. No final da tarde de domingo, policiais militares e civis, por meios de informações e diversas diligências, identificaram os autores. A Justiça decretou as duas prisões e dez mandados de busca e apreensão.

Na manhã do dia seguinte os policiais prenderam os indivíduos e a arma utilizada no crime – um revólver, mais uma garrucha calibre 28 e um fuzil calibre 7.62. Esta última estava com um terceiro indivíduo que foi preso em flagrante, e a princípio não tem vinculação com o latrocínio. Também foi recuperada a moto da vítima sobrevivente e apreendida uma Ford Belina em Passo Fundo: o motorista (já identificado) teria levado os autores até o local do crime, no Parque da Cidade.

O Capitão Juliano Moura e a Delegada Heládia, que coordenaram a operação, são unânimes em afirmar que o resultado foi exitoso, com uma resposta imediata dos órgãos se segurança pública graças ao trabalho integrado de inteligência e operacionalidade das duas instituições.

Participaram da operação Policiais Militares da BM, P2, POE de Carazinho e BOE de Passo Fundo; Policiais Civis da 28ª DPRI, SIPAC/DPRI, DP, DPPA, DPCA Carazinho e das DPs Não-Me-Toque, Victor Graeff e Sarandi. (com informações da Polícia Civil e BM de Carazinho)