Saúde
Processamento auditivo e perda auditiva
1 maio 2017 | Saúde
Compartilhe:

A alteração do processamento auditivo pode ser definida como “o que o cérebro faz com o que ouvimos”. Algumas funções do processamento auditivo são localização sonora, lateralização sonora, discriminação auditiva, reconhecimento dos padrões auditivos, aspectos temporais entre outros.

Umas das causas do distúrbio do processamento auditivo pode ser a perda auditiva, pois o cérebro deixa de receber as informações sonoras de forma correta e completa, não ocorrendo o processamento correto da informação auditiva.

Alguns sinais do sintoma são: dificuldade de entender a fala (ouço, mas não entendo), dificuldade em entender a fala no ruído, dificuldade em localizar a fonte sonora, etc.

O uso efetivo de um aparelho auditivo pode ajudar a minimizar esses efeitos negativos, pois a audição volta a ser estimulada de forma adequada, e as informações auditivas chegam ao cérebro mais completas. Para que o paciente tenha sucesso na adaptação do aparelho auditivo, é importante que ele seja acompanhado de perto por um audiologista experiente e capacitado, que faça as regulagens necessárias durante o processo de adaptação.

A fonoaudióloga Ana Paula Bertagnolli atende na Clinibel (3324-4043), em Ibirubá. Ela é especialista em audição, além de ser palestrante do 16º Congresso da Fundação de Otorrinolaringologia (FORL), que acontecerá em São Paulo em agosto. Usuários Cauzzo têm 30% de desconto na adaptação do aparelho auditivo, e acompanhamento gratuito durante todo o processo.