Ibirubá Saúde
Programa de treinos online torna-se alternativa ao fechamento das academias
22 março 2021 | Ibirubá Saúde
Compartilhe:

Quem possuía uma vida ativa em exercícios físicos viu-se, repentinamente, afetado pelo fechamento do comércio devido à pandemia. Quem costumava frequentar academias de ginástica e espaços de atividades físicas precisou encontrar opções para manter a prática, assim como os profissionais da área também necessitaram encontrar formas de ministrar treinos e manter a renda. Foi o caso da personal trainer ibirubense Laira Guedes.

Conduzindo aulas de forma online devido à bandeira preta instaurada pelo governo do Rio Grande do Sul, a profissional tem focado em treinos personalizados para cada aluno e que possam ser realizados em casa.

“Neste período em que nos encontramos, mais uma vez, na obrigação de fechar as portas, é necessário pensar em como não deixar nossos alunos sem orientação e incentivo pra seguir com a rotina de treinamentos e, assim, não perderem o foco. Por isso, decidimos, nessas semanas, disponibilizar treinos através das redes sociais do Studio para que eles os realizem em suas casas e não abram mão da rotina saudável e de exercícios físicos que vinham fazendo há um bom tempo. Ainda que possa não ter o mesmo efeito, pois é uma mudança de rotina, é uma forma de demonstrar preocupação com aqueles que confiam em nosso trabalho e criar alternativas para, sempre que haja um motivo de não atenderemos ou os alunos não puderem vir, que continuem praticando atividades físicas mesmo em casa”, explica ela.

Para a educadora física, a prática de exercícios vai além da busca de um corpo saudável, pois contribui, também, para uma boa saúde mental:

“O exercício físico não traz resultados apenas para o corpo. Não é em vão que se fala muito que ‘cansa o corpo e descansa a mente’. Quando se praticam atividades físicas, o corpo libera hormônios que nos causam prazer, aliviam o estresse, melhoram o sono. É um momento em que nos libertamos de problemas e, por vezes, podemos até nos divertir. O exercício causa benefícios a curto e a longo prazo. A saúde do seu corpo e de sua mente agradecem. Eles são o seu maior compromisso”, conclui Laira.

De acordo com um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), realizar 150 minutos semanais de atividades físicas de intensidade moderada reduz o risco de internação pela covid-19 em até 34%. A pesquisa foi publicada na plataforma preprint MedRxiv.

A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de que adultos pratiquem, toda semana, de 150 a 300 minutos de atividade física moderada, ou de 75 a 100 minutos de treino intenso, salvo quando há contraindicações. Encontrar um local adequado ou disposição para exercícios tornou-se desafiador em tempos de pandemia, porém, é ainda mais necessário.