Ambiente
Rio Tapera passará por desassoreamento
6 fevereiro 2017 | Ambiente
Compartilhe:

População deve colaborar: lixo atrapalha drenagem da chuva

Tapera – Um antigo desejo da comunidade residente no Bairro Pompéia, na parte baixa da cidade, poderá se tornar realidade já nas próximas semanas. Nesta semana, o prefeito Volmar Kuhn informou que o Rio Tapera será desassoreado – ou seja, passará por uma grande limpeza – e depois receberá canalização. O trabalho será muito importante para evitar alagamentos e demais transtornos em pontos como a Rua Permião José Tosetto, a qual cruza a ponte do rio na esquina com a Rua Bartolomeu Mattei, que margeia o riacho por duas quadras.

Os alagamentos ocorrem por falta de vasão pluvial. Como a topografia é mais baixa na área da Rua Bartolomeu Mattei, o rio sai do leito com facilidade e alaga as casas do outro lado da rua.

É uma antiga demanda dos moradores, retirando o acúmulo e areia, lixo e pedras – a exemplo do que foi realizado no ano passado no Rio Pulador, em Ibirubá. Além disso, o arroio também receberá canalização.

Volmar confirmou que o projeto já foi concluído, e que em breve será encaminhado a Brasília, junto ao Ministério da Integração Nacional. O valor total foi orçado em R$ 4 milhões, incluindo também longa canalização das águas pluviais pela Rua Mauá, juntamente com outro riacho que corre desde a Unidade de Saúde da Zona Sul do Bairro Progresso até o Rio Tapera. Para lá afluem águas que vêm da Linha Cinco Irmãos e do antigo matadouro do Bairro Coohab.

Falta somente o licenciamento ambiental para o início do trabalho da draga. “Com a limpeza, o leito do rio será limpo e aprofundado, o que certamente irá aliviar os transtornos em épocas de precipitações intensas. Mas é importante também relembrar a comunidade sobre a importância em evitar o acúmulo de lixo às margens do rio, o que contribui – e muito – para que os alagamentos ocorram. Para tanto, cada um deve fazer a sua parte”, lembra o prefeitou Volmar.