Senador aceita convite da agricultora Juliane Schneider e estará sábado em Selbach
24 maio 2017 |
Compartilhe:

Senador Paulo Paim (PT/RS) visita agricultora na cidade de Selbach no sábado, dia 27, a partir das 5h30min para acompanhar a sua rotina matinal de trabalho

A agricultora Juliane Schneider da Silva, 42 anos, fez sucesso nas redes sociais com um vídeo que critica os políticos e a reforma da previdência proposta pelo governo Temer, que tramita no Congresso Nacional. O vídeo viralizou, com quase 3 milhões de visualizações e mais de 105 mil compartilhamentos em pouco mais de 24 horas. Passado alguns meses, o vídeo tem hoje mais de 7 milhões de visualizações.

Juliane foi assunto até no Congresso Nacional. O senador Paulo Paim, ao saber da convocação da agricultora, se solidarizou e contatou-a. Aceitando o desafio, o senador estará na propriedade rural de Juliane na cidade de Selbach, no interior do RS, no sábado, dia 27, para acompanhar sua rotina diária de trabalho que inicia cedo, às 5h30min da manhã.  Segundo a própria Juliane, ela levará o senador para ordenhar as vacas, tratar os bezzeros, limpar o estábulo, adubar a horta, colher mandioca e batata doce, além de outras atividades.

Paim nasceu em Caxias do Sul e conhece bem a dura rotina de trabalho dos agricultores. Quando era um jovem menino, Paim ia passar as férias escolares no interior, na casa de seus colegas. “Para nós, ainda adolescentes, era tudo brincadeira, mas via que os pais e avós dos meus amigos tinham uma dura rotina de trabalho”, conta o senador, que não admite que se toque na aposentadoria dos trabalhadores, e em especial dos que atuam na área rural.

Para Juliane, a visita do senador será um grande evento para sua pequena cidade. Ela espera que a visita sirva de alerta para os deputados e senadores para que não aprovem nenhuma alteração na Previdência Social. Ela deseja que a idade mínima atual de aposentadoria seja mantida e que nenhum direito seja retirado, ao contrário do que prevê o projeto de lei em tramitação no Congresso Nacional. “Que castigo eu fiz para merecer essa lei?”, questiona a agricultora, com muita tristeza em sua fala.

 

 

Rubem Pires Junior – MTb 9310/RS

Fotos: Lutiana Mott e Assessoria do Senado Federal