Ser médico é mais do que uma profissão: é ter uma missão de curar e salvar vidas
Marcos Renan Barbosa, médico graduado pela UFSM em 2020 e que atende no Posto Central de Ibirubá
22 outubro 2021 |
Compartilhe:

A profissão dos médicos está ligada, desde o seu início, à cura e ao salvamento de vidas, e merece ter esse reconhecimento. Por isso, no dia 18 de outubro, é celebrado o Dia do Médico no Brasil. A escolha da data tem origem cristã é em homenagem a São Lucas, considerado o patrono dos médicos desde o século XV. Para valorizar essa profissão, entrevistamos Marcos Renan Barbosa, jovem médico que atua no posto central de Ibirubá.

Com 26 anos de idade e formado pela Universidade Federal de Santa Maria, o profissional da saúde revela como surgiu a vontade de ser médico e os desafios e alegrias que a profissão lhe proporciona diariamente:

“Iniciei meus estudos em 2015 na Universidade Federal de Santa Maria e me graduei em 2020, e atualmente, atuo junto ao posto central da cidade. É neste local que coloco em prática o que me motivou a cursar medicina enquanto adolescente: ajudar as pessoas através do meu trabalho.”

As vivências do dia a dia mostram, também, que novos desafios são constantes na medicina. “Todo paciente que atendo torna-se um novo desafio, pois cada um tem suas características únicas e especificidades. Cada atendimento é diferente, o que torna a nossa profissão mais desafiante, mas também nos estimula a nos aperfeiçoar e a nos atualizar constantemente para [oferecer] o melhor atendimento aos pacientes”, explica.

Com um olhar humanizado para com seus pacientes, Marcos  comenta que atuar como médico lhe traz grande satisfação todos os dias: “A medicina me proporciona momentos bons diariamente, permitindo o contato com os pacientes, o acompanhamento e a sua recuperação”.

Para quem deseja cursar medicina, ele deixa um conselho: “Como um conselho de amigo, oriento sempre a seguir seus objetivos. Se, dentre eles, está cursar medicina e tornar-se um bom profissional, dedique-se para isso. A profissão, apesar de seus desafios, é linda. Não irá se arrepender da escolha”, finaliza.