Vacinação contra covid-19 entra na faixa sem prioridade, dividido por idades.
14 junho 2021 |
Compartilhe:

O Município de Ibirubá realizou mais campanhas de vacinação contra a Covid-19 na Casa de Cultura do Município de Ibirubá. No dia 07-6, segunda, a imunização foi voltada para pessoas com 59 anos além dos grupos prioritários que ainda não haviam recebido nenhuma dose e no dia 10-6, quinta-feira, para as pessoas de 58 e 57 anos além dos grupos prioritários que não haviam recebido nenhuma dose.

A enfermeira Adriana Hansen, relata que a expectativa para a vacinação está boa, pois estamos conseguindo cumprir os cronogramas e, assim, baixar a faixa etária toda semana ou até em menos tempo se continuarmos nesse ritmo.

Marcos Roberto recebeu a primeira dose da vacina durante a ação que ocorreu no dia 07-6e diz que o sentimento é de alívio, pois é um passo para ficar totalmente protegido e que estava muito ansioso para esse momento importante, além disso, ele espera que todos consigam se vacinar o quanto antes.

Carlos Eduardo também se imunizou com a primeira dose no dia 10-6. Para ele, a expectativa para tomar a vacina era grande, pois ele sente muita falta de poder abraçar os familiares, principalmente de visitar o seu pai que mora longe. A vacina será importante para que a família possa se reunir novamente de maneira segura.

Enfermeira Adriana faz um apelo para que os cuidados continuem mesmo depois da vacinação: “Nós percebemos que as pessoas relaxam os cuidados depois de se vacinar, mas é preciso continuar se cuidando, pois para haver uma segurança geral é necessário que 70% da população esteja imunizada com as duas doses e ainda falta uma porcentagem para atingirmos isso.” Então, mesmo que já tenha se vacinado, use máscara, higienize as mãos com álcool em gel e mantenha distanciamento social. Ela ainda lembra a comunidade que todos os cidadãos têm direito a tomar a vacina, porém, é necessário compreender que o município segue o cronograma estipulado pelo Ministério da Saúde e não é possível abrir exceções e encaixar quem não está no grupo prioritário de cada ação divulgada.