Vinho artesanal faz parte da cultura da região
31 março 2017 |
Compartilhe:

 

Tapera tem uma bela história na produção de vinho artesanal. Clemente Rizzi, natural de Colorado, aprendeu fazer vinho com seu pai, ainda menino. Essa prática foi passada para o filho Ismael e os dois continuam fazendo produtos bastante apreciados na região.

Tudo começou como na maioria das famílias italiana antiga: fazendo vinho em casa para o consumo próprio. Rizzi continuou a lida quando foi morar em Tapera, com esposa e filhos.

Os amigos provaram e queriam levar um pouco. A produção aumentou, no porão da casa. Depois, os amigos clientes queriam pipas para guardar o vinho. Os Rizzi são marceneiros de profissão, e Clemente fabricou então as pipas e uma máquina para separar o cacho das uvas e cascas.

A família foi convidada a integrar a Rota Turística Della Cuccagna, quando da implantação desta em Tapera, em meados do ano 2000.

Foi construída a Casa do Vinho, toda em pedra, junto à marcenaria e da residência da família, perto do trevo principal de Tapera. Ali são recebidos os turistas, que conhecem o vinho e outros produtos, como vinagre, licores e peças artesanais em madeira, todas de fabricação próprias e voltadas para a temática.

1SOCIALvinho tap1